Vitórias e Derrotas, dois dias é suficiente!

 
 
Vitórias e Derrotas, dois dias é suficiente!

Quem nunca ganhou ou perdeu? Faz parte da nossa vida, lidar com essas e outras inúmeras sensações. A princípio, somos configurados de fábrica para aceitar e lidar apenas com as vitórias, talvez por isso, quando a derrota se aproxima ou nos consome, temos um tsunami de sensações negativas e reações bizarras. Aprendemos desde cedo a vencer, ser o melhor, comemorar e dividir com nosso ciclo social as alegrias da vitória. Não menos importante, porém, um pouco mais doloroso são as derrotas, todos já ouviram falar, que é com as derrotas que crescemos, mas ninguém quer perder para aprender, estranho né? É compreensível.
 
 
Nem melhor nem pior, apenas diferente, esse é o ritmo da vida, ou melhor, deveria ser. Buscasse a diferenciação em tudo, vivemos em um mundo que busca novidade incessantemente, em produtos, ações, pessoas, atitudes, entre outras coisas, e como ser diferente? Diante de milhões de pessoas com perfil semelhante.
 
Talvez a resposta esteja no comportamento, no jeito e nas habilidades com que você lida com as situações. Todas as pesquisas indicam que os profissionais do futuro serão valorizados por seus comportamentos, ou melhor, habilidade com que lida com as situações positivas e negativas. Isso vai ao encontro do tema do deste artigo, onde o saber surfar a onda do momento fará toda diferença no resultado! É isso mesmo, você precisa aprender a ganhar e perder. Ganhar todo mundo sabe, ou parece que sabe, perder é que é o problema, então vamos aprender rapidamente.
 
Existem várias frases de efeito, que de forma geral diz, para que você não para de lutar, assim será sempre um vencedor! Não sou contra, pois, se consegue manter energia para continuar buscando, certamente será produtivo. Admiro a linha da percepção, sensibilidade e valorização das situações, adiante explicarei melhor! A forma com que você se apresenta diante da vitória e derrota será determinante para o resultado logo a seguir, em caso de vitória, vejamos: acabei de conquistar um dos meus objetivos, metas ou sonho, o tempo que você ficará “curtindo” essa conquista será positivo ou negativo na sua caminhada. Sugiro curtir, festejar, comemorar esta vitória por apenas dois dias, isso mesmo, é o tempo suficiente para que familiares e amigos participem e vibrem com você. No terceiro dia, já comece a planejar o próximo objetivo, e trabalhar para que a vitória anterior seja consolidada.
 
Observe que o tempo que será destinado para comemorar ou chorar será, o pulo do gato na sua caminhada, assim como na derrota, chore, fique triste, por apenas dois dias! Levante a cabeça, analise os motivos da derrota e corra atrás da recuperação. O mundo está dinâmico, competitivo e não permite “sentar” por tempos prolongados em cima de alegrias e tristezas. Sou a favor sim, de comemorar e chorar, mas sempre com prazo de validade para ambos os casos! Experimente ser diferente e seguir seus sonhos, aceitando derrotas e vitórias como parte do processo. Valorizar demais essas duas situações, é correr o risco de cair em nossas próprias armadilhas. Vamos vencer, perder, rir e chorar, com muita inteligência e consciência, pois, nenhuma das duas vertentes serão para sempre, iremos passar por ambos os casos em vários momentos da nossa existência! Eu disse, dois dias hein, não se esqueça.
 
   

RENATO LOPES
Consultor e Palestrante. Associado ABCO.